By Salman Rushdie

No dia 14 de Fevereiro de 1989, Dia dos Namorados, Salman recebeu um telefonema de uma jornalista da BBC a dizer-lhe que fora «condenado à morte» pelo aiatola Khomeini. period a primeira vez que ouvia a palavra fatwa. O seu crime? Ter escrito um romance intitulado Os Versículos Satânicos, que period acusado de ser «contra o Islão, o Profeta e o Alcorão». Assim começa a extraordinária história de um escritor obrigado a passar à clandestinidade, mudando de casa para casa, com a presença constante de uma equipa de proteção policial armada. Pediram-lhe que escolhesse um pseudónimo pelo qual a polícia pudesse tratá-lo. Ele pensou nos escritores de que mais gostava e em combinações dos seus nomes; ocorreram-lhe então Conrad e Tchékhov - Joseph Anton. Como vivem um escritor e a sua família com a ameaça de assassínio durante mais de nove anos? Como continua ele a trabalhar? Como se apaixona e desapaixona? Como é que o desespero molda os seus pensamentos e acções, como e porquê tropeça, como aprende a ripostar? Nestas notáveis memórias, Rushdie narra pela primeira vez essa história: a história de uma das batalhas cruciais do nosso pace pela liberdade de expressão. Fala das realidades, umas vezes sinistras, outras cómicas, da coabitação com polícias armados e dos estreitos laços que se forjaram com os seus protetores; da sua luta para obter o apoio e a compreensão de governos, chefes de serviços de informações, editores, jornalistas e colegas escritores; e de como recuperou a liberdade. Este é um livro de excecional franqueza e honestidade, empolgante, provocatório, comovente e de very important importância. Porque aquilo que aconteceu a Salman Rushdie foi o primeiro ato de um drama que continua a desenrolar-se todos os dias algures no mundo.

Show description

Preview of Joseph Anton: Uma Memória PDF

Best Autobiography books

My Life in and out of the Rough: The Truth Behind All That Bull**** You Think You Know About Me

Ever considering the fact that his awesome victory within the 1991 PGA Championship, John Daly has enthralled lovers along with his giant drives, higher character, and his "grip it and rip it" method of golfing . . . and to lifestyles. often visible with a cigarette dangling from his lip, lengthy John is the unchained, unpredictable, unapologetic undesirable boy golfing.

By Myself and Then Some

The epitome of grace, independence, and wit, Lauren Bacall maintains to venture an audacious spirit and pursue on-screen excellence. The manufactured from a unprecedented mom and a loving nuclear family, she produced, with Humphrey Bogart, probably the most electrical and remarkable scenes in motion picture heritage.

The 100 Thing Challenge: How I Got Rid of Almost Everything, Remade My Life, and Regained My Soul

“Reading this can lead you to a greater existence. ”—Dean Nelson, writer of God Hides in simple Sight  In The a hundred factor problem Dave Bruno relates how he remade his lifestyles and regained his soul via eliminating virtually every little thing. however the a hundred factor problem is greater than simply the tale of ways one guy begun a circulate to unhook himself from consumerism by means of winnowing his life’s possessions all the way down to a hundred issues in a single 12 months.

Kicking & Dreaming: A Story of Heart, Soul, and Rock and Roll

The tale of center is a narrative of center and soul and rock ’n’ roll. on account that discovering their love of tune and appearing as childrens in Seattle, Washington, Ann Wilson and Nancy Wilson, were a part of the yank rock tune panorama. From 70s classics like “Magic guy” and “Barracuda” to chart- topping 80s ballads like “Alone,” and all of the means as much as 2012, after they will unencumber their most modern studio album, enthusiast, middle has been exciting their fanatics and generating hit after hit.

Extra info for Joseph Anton: Uma Memória

Show sample text content

Os seus proprietários – a preserving Fininvest, de Silvio Berlusconi, a CIR de Carlo Benedetti e os herdeiros de Arnoldo Mondadori – estavam mais hesitantes do que a Penguin, e houve dúvidas expressas sobre a sensatez da publicação, mas a determinação do diretor editorial Giancarlo Bonacina e do seu pessoal levou a melhor. O livro foi publicado tal como estava planeado. Enquanto tudo isto e muito mais acontecia, o autor de Os Versículos Satânicos agachava-se, envergonhado, atrás de um balcão da cozinha para evitar ser visto por um pastor. Sim, tal como os cabeçalhos gritantes houve crises privadas, e nós no seu estômago criados pela constante necessidade de encontrar o próximo lugar para morar, o seu receio pela família (a mãe chegara a Londres, ficando em casa de Sameen, para poder estar mais perto dele, mas passar-se-ia algum pace antes que ele pudesse vê-la) e, claro, havia Marianne, cuja filha, Lara, em diversos telefonemas apaixonados, dissera à mãe que �nenhum dos seus amigos podia compreender» por que razão a mãe estava a desafiar semelhante perigo. period uma observação válida, uma observação que qualquer filha poderia ter feito. Marianne encontrara uma casa para alugar e podiam ocupá-la dentro de uma semana. Tinha sido uma ação prestável, mas ele estava intimamente certo de que ela o deixaria se a crise se prolongasse muito mais. Ela estava a achar esta nova vida muito difícil. A digressão para apresentação do livro dela fora cancelada e, se ele estivesse no seu lugar, ter-se-ia provavelmente ido embora também. Entretanto ela mergulhou numa coisa parecida com o seu processo general de trabalho, tomando copiosas notas acerca do neighborhood onde se encontravam, copiando trechos de galês para o seu bloco de apontamentos e começando, quase de imediato, a escrever histórias que não eram verdadeiramente ficções, mas sim dramatizações daquilo por que estavam a passar. Uma dessas histórias chamava-se �Croeso i Gymru», que significava �Bem-vindos ao País de Gales», e começava com Estávamos a monte no País de Gales, uma frase que o aborreceu porque estar a monte period fugir à lei. Eles não eram criminosos, apetecia-lhe dizer, mas não o fez. Ela não estava com disposição para críticas. Estava a escrever uma história chamada �Aprendendo Urdu». O ministro dos Negócios Estrangeiros estava na televisão a dizer mentiras sobre ele. O povo britânico, dizia Sir Geoffrey Howe, não tinha amor a este livro. Ele period extremamente indelicado para com a Grã-Bretanha. Comparava a Grã-Bretanha, dizia ele, com a Alemanha de Hitler. O autor do livro mal-amado deu consigo a gritar com a televisão. �Onde? Em que página? Mostre-me onde fiz isso. » A televisão não respondeu. As feições elegantes, suaves, singularmente dóceis de Sir Geoffrey devolviam-lhe o olhar, piscando os olhos, impassivelmente. Recordou que o ex-ministro do governo trabalhista, Dennis Healey, comparara uma vez ser atacado por Howe a ser �maltratado por uma ovelha morta» e durante um 4to de minuto pensou em processar a ovelha morta por difamação.

Download PDF sample

Rated 4.52 of 5 – based on 24 votes