By J. K. Rowling

As aulas estão de volta a Hogwarts e Harry Potter não vê a hora de embarcar no Expresso a vapor que o levará de volta à escola de bruxaria. Mais uma vez suas férias na rua dos Alfeneiros, four, foi triste e solitária. Tio Válter Dursley estava especialmente irritado com ele, porque seu amigo Rony Weasley tinha lhe telefonado. E ele não aceitava qualquer ligação de Harry com o mundo dos mágicos dentro de sua casa. A situação piorou ainda mais com a chegada de tia Guida, irmã de Válter. Harry já estava acostumado a ser humilhado pelos Dursley, mas quando tia Guida passou a ofender os pais de Harry, mortos pelo bruxo Voldemort, ele não agüentou e transformou-a num imenso balão. Irritado, fugiu da casa dos tios, indo se abrigar no Beco Diagonal.

Lá ele reencontra Rony e Hermione, seus melhores amigos em Hogwarts e, para sua surpresa, é procurado pelo próprio Ministro da Magia. Sem que Harry saiba, o ministro está preocupado com o garoto, pois fugiu da prisão de Azkaban o perigoso bruxo Sirius Black, que teria assassinado treze pessoas com um único feitiço e traído os pais de Harry, entregando-os a Voldemort. Sob area of expertise escolta, o garoto é levado para Hogwarts....

Show description

Preview of Harry Potter e o prisioneiro de Azkaban (Harry Potter, Book 3) PDF

Best Magic books

Story's End (Storybound)

Input the paranormal land of tale during this sequel to Storybound, ideal for enthusiasts of Inkheart, the varsity for strong and Evil, and vintage myth stories like Ella Enchanted and The Neverending tale. childrens who love fairy stories, dragons, magic, and extra could be enchanted through Una Fairchild's unforgettable experience in Story's finish.

Another Fine Myth (Myth, Book 1)

Skeeve used to be a magician's apprentice--until an murderer struck and his grasp was once killed. Now, with a purple-tongued demon named Aahz as a significant other, he's on a quest to get even.

A General Theory of Magic (Routledge Classics)

First written by way of Marcel Mauss and Henri Humbert in 1902, A normal conception of Magic won a large new readership whilst republished by means of Mauss in 1950. As a learn of magic in 'primitive' societies and its survival this present day in our innovations and social activities, it represents what Claude Lévi-Strauss referred to as, in an creation to that variation, the impressive modernity of the brain of 1 of the century's maximum thinkers.

Academ's Fury (Codex Alera, Book 2)

In Furies of Calderon, number 1 manhattan Times bestselling writer Jim Butcher brought readers to an international the place the forces of nature take actual shape. yet now, it really is human nature that threatens to throw the area into chaos…For centuries, the folks of Alera have harnessed the furies—elementals of earth, air, hearth, water, wooden, and metal—to safeguard their land from aggressors.

Extra resources for Harry Potter e o prisioneiro de Azkaban (Harry Potter, Book 3)

Show sample text content

Disse Rony com a voz fraca. – No nosso dormitório! Com uma faca! Me acordou! A sala comunal mergulhou em silêncio. – Que bobagem! – exclamou Percy parecendo espantado. – Você comeu demais, Rony... teve um pesadelo... – Estou lhe dizendo... – Agora, francamente, já é demais! A Profa Minerva estava de volta. Ela bateu o retrato ao entrar na sala comunal e olhou furiosa para todos. – Estou encantada que a Grifinória tenha ganhado a partida, mas isto está ficando ridículo! Percy, ecu esperava mais de você! – Com certeza european não autorizei isso, professora! – defendeu-se Percy, se empertigando, indignado. – Estava justamente dizendo a todos para voltarem para a cama! Meu irmão Rony teve um pesadelo... – NÃO FOI UM PESADELO! – berrou Rony. – PROFESSORA, european ACORDEI E SIRIUS BLACK ESTAVA PARADO AO MEU LADO SEGURANDO UMA FACA! A professora encarou-o. – Não seja ridículo, Weasley, como seria possível ele passar pelo buraco do retrato? – Pergunte a ele! – respondeu Rony apontando um dedo trêmulo para o avesso do retrato de Sir Cadogan. – Pergunte se ele viu... Com um olhar penetrante e desconfiado para Rony, a professora empurrou o retrato e saiu. Todos na sala procuraram escutar prendendo a respiração. – Sir Cadogan, o senhor acabou de deixar um homem entrar na Torre da Grifinória? – Certamente, minha boa senhora! – exclamou o cavaleiro. Fez-se um silêncio de espanto, tanto dentro quanto fora da sala comunal. – O senhor... o senhor deixou? Mas... e a senha? – Ele sabia! – respondeu Sir Cadogan com orgulho. – Tinha as senhas da semana inteira, minha senhora! Leu-as em um pedacinho de papel! A professora tornou a passar pelo buraco do retrato e encarou os alunos atordoados. Estava branca como giz. – Quem foi – perguntou ela com a voz trêmula –, quem foi a criatura abissalmente tola que anotou as senhas desta semana e as largou por aí? Fez-se um silêncio absoluto, quebrado por gritinhos quase inaudíveis de terror. Neville Longbottom, tremendo da cabeça às pontas dos chinelos fofos, ergueu a mão no ar. — CAPÍTULO CATORZE — O ressentimento de Snape Ninguém na Torre da Grifinória dormiu àquela noite. Todos sabiam que o castelo estava sendo revistado novamente e os alunos da casa permaneceram acordados na sala comunal, esperando para saber se Black fora apanhado. A Profa Minerva voltou ao amanhecer para informar que, mais uma vez, ele escapara. Durante todo o dia, onde quer que fossem, os garotos percebiam sinais de uma segurança mais rigorosa; o Prof. Flitwick podia ser visto, às portas de entrada do castelo, ensinando-os a reconhecer uma grande foto de Sirius Black; Filch, de repente, andava para cima e para baixo nos corredores, pregando tábuas em tudo, desde minúsculas fendas nas paredes até tocas de camundongos. Sir Cadogan fora demitido. Repuseram seu retrato no solitário patamar do sétimo andar e a Mulher Gorda voltou ao seu lugar. Fora competentemente restaurada, mas continuava nervosíssima e só concordara em voltar ao trabalho com a condição de receber mais proteção. Um bando de trasgos carrancudos tinha sido contratado para guardá-la.

Download PDF sample

Rated 4.11 of 5 – based on 17 votes