Personal

Road to 2016 – a retrospective (and an apology)

As palavras que vos escrevo hoje são bem diferentes do costume… Não vos falo sobre moda ou beleza. Em rigor, falo-vos sobre mim – porque este é um espaço meu, afinal de contas. É uma pequena reflexão, palavras de uma miúda de 22 anos, que gostaria que todas (e todos!) os que me acompanham desse lado lessem.

Na véspera do ano novo, há sempre um sentimento de nostalgia em relação ao ano que acaba. Foram 365 dias, 365 oportunidades de fazermos da nossa vida aquilo que quisermos – o que, assim dito, parece tempo quase infinito, mas que acaba por se perder na azáfama da infinidade de momentos do dia-a-dia.

Não nego que o ano que passou foi, para mim, um ano de mudança. Ou, melhor dito, não nego que foram uns últimos três meses de extrema mudança. Como sabem, em Setembro deixei pela primeira vez a casa dos meus pais, em Lisboa, para ir viver sozinha para Florença durante um ano… E confesso que, na minha ingenuidade, não me tinha apercebido dos desafios que isso me colocaria. Além de todas as tarefas domésticas, desde cozinhar a lavar a casa ou a roupa (que só por si se revelaram bastante desafiantes, já que não fazia nada!), aliaram-se a quebra de uma rotina instalada há anos em Lisboa, muitas saudades e algumas crises existenciais – o que acabou por me deixar perdida.

E, algures nesses três meses de caminho, perdi-me também em relação ao Miss Tangerine. Em retrospectiva, fico zangada comigo mesma por ter descurado um projecto tão meu, no qual investi ao longo de tanto tempo e do qual me orgulho tanto. A verdade é que nos primeiros tempos por terras italianas foi bastante difícil – muitos assuntos para tratar e uma internet absolutamente desesperante – mas, aos poucos e poucos, esses entraves deixaram de existir e na mesma ia escrevendo menos e menos… E por isso quero pedir desculpa. Desculpa a mim própria, mas sobretudo a quem me lê desse lado – porque eu sei que iam reparando, e agradeço as vossas perguntas ou mensagens de apoio.

Se pudesse voltar atrás e escrever com maior regularidade aqui, talvez voltasse. Mas também é verdade que, se há coisa que tenho aprendido, é que às vezes temos que errar – e que o reconhecimento dos nossos próprios erros é difícil, mas que é também um sinal de crescimento. Só tenho 22 anos e, ainda que já tenha orgulho naquilo que consegui até agora, sei que quero mais e que ainda vou crescer. Que ainda quero crescer. E um pequeno passo nessa direcção começa aqui, com estas palavras – desculpem, a quem encontra no Miss Tangerine um bocadinho de inspiração ou companhia diárias – desculpem este desaparecimento. Voltarei, no novo ano, aos meus planos mensais para que os posts voltem à regularidade. Farei o meu melhor, como sempre fiz. Desta vez, sem me perder no caminho! Obrigada por estarem desse lado – confesso que já tenho também saudades vossas!

E, porque acredito em notas finais positivas, aqui ficam alguns dos meus momentos preferidos de 2015… Que 2016 nos traga uns quantos novos!

You Might Also Like

5 Comments

  • Reply
    Maria João
    31 Dezembro, 2015 at 23:43

    Beijinhos e tudo de bom! Aproveita cada segundo para cresceres e ultrapassar todos os desafios desta vida! Ficarei à espera dos teus post’s que nos fazem companhia!!! Beijinhos

    P.s. Com os teus 22 anos fizeste algo que eu nem com os meus 48 teria coragem para fazer: sair da nossa zona de conforto!! És uma corajosa e vencedora! Parabéns Miúda gira!!!!

  • Reply
    Jo
    2 Janeiro, 2016 at 19:11

    O novo ano é sempre uma chance para recomeçar e fazer bem o que ficou por fazer no ano anterior!
    Com determinação chegas lá!
    Amei as fotos* Bom ano*

    Kiss kiss.*Jo
    http://joandcompanystyle.blogspot.com/

  • Reply
    Ana
    3 Janeiro, 2016 at 15:35

    Foi um tanto desesperante não ter nada de novo para ler… especialmente quando se gosta do que se lê, mas dizem que “mais vale tarde que nunca”. Não tens de pedir desculpa por estar tanto tempo ausente, somos todos humanos e às vezes isso é necessário (fugir) e quer tenhamos 14, 22 ou 60 anos estamos sempre a aprender e isso é excelente. O que importa é que agora estás de volta e com energia para nos trazeres os posts e palavras que tanto gostamos de ler 🙂 Independentemente de teres estado ausente ou não, continuei a ser tua leitora porque adoro mesmo mesmo o teu blog e o teu instagram. Beijinhos.

  • Reply
    Ana Teresa Pessoa
    3 Janeiro, 2016 at 23:46

    Gostei imenso do post e percebo exactamente o que queres dizer.
    Quando se tem um blog é que conseguimos ter noção de todo o tempo que leva a preparar um post, desde fotografar e editar as fotografias e escrever com todo o coração e no fim é tão recompensador que já não sabemos viver sem isso torna-se impossível.
    Gosto imenso do teu blog apesar de o ter descoberto muito recentemente.
    http://annesperks.blogspot.com/

  • Reply
    Nadia
    4 Janeiro, 2016 at 22:46

    Compreendo perfeitamente os teus sentimentos! 2015 também foi, para mim, um ano de mudanças, de dúvidas existenciais…não é fácil ter mil responsabilidades, mil coisas para fazer e ainda assim ter tempo para nos sentirmos inspirados a escrever e a fotografar…

    Tu és muito boa no que fazes por aqui, por isso espero que voltes em força em 2016! Não te vou mentir e dizer que ao longo da vida se tornará mais fácil para ti dedicar-te ao Miss Tangerine…mas posso garantir-te que a tua vida se tornará cada vez mais rica, e tu serás uma Mariana cada vez melhor… O teu valor ultrapassa as “4 paredes” deste blog! 😉

    beijinhos, Nádia
    My Fashion Insider

  • Leave a Reply